Papel Zero

por ASCOM publicado 23/03/2017 11h02, última modificação 15/06/2018 17h29

Em 2015, a Agência Nacional de Águas (ANA) lançou o projeto Papel Zero, com objetivo de reduzir significativamente o uso de papel dentro da instituição. Essa iniciativa sustentável promoveu a substituição da circulação, tramitação e distribuição de documentos e processos em papel para o formato digital.

Além de o projeto contribuir diretamente para o meio ambiente, também causou impacto positivo no processo interno da Agência. Já que os servidores não precisam mais esperar o transporte da documentação física para realizar importantes análises. Há mais agilidade na tramitação e, logo, uma rápida tomada de decisão interna.

Outro benefício do Papel Zero é também a diminuição do consumo de cartuchos de impressão, serviço de malote, mensageiros, cópias em papel, entre outros. Gerando assim, significativa economia de recursos públicos.

Dentro da agência também existe uma política de gerenciamento de documentos para controlar os prazos de arquivamento dessas informações, que podem ser permanente ou ter um prazo determinado. Você encontra mais informações sobre esse instrumento de gestão nos ‘Códigos de Classificação e Tabela de Temporalidade’.

Área responsável na ANA: Centro de Documentação | cedoc@ana.gov.br