Você está aqui: Página Inicial > Notícias antigas > Teresina ganha Curso de Medição Individualizada de Água

Teresina ganha Curso de Medição Individualizada de Água

por ASCOM/ANA publicado 18/04/2007 00h00, última modificação 14/03/2019 16h33
Nos próximos dias 25 e 26 de abril a cidade de Teresina, capital do Piauí, recebe uma edição do Curso de Medição Individualizada de Água. O evento é uma parceria da Agência Nacional de Águas com a AGESPISA (Águas e Esgotos do Piauí).Com um público estimado em 100 participantes, o curso
Nos próximos dias 25 e 26 de abril a cidade de Teresina, capital do Piauí, recebe uma edição do Curso de Medição Individualizada de Água. O evento é uma parceria da Agência Nacional de Águas com a AGESPISA (Águas e Esgotos do Piauí).

Com um público estimado em 100 participantes, o curso tem o objetivo de mobilizar a sociedade e capacitar os agentes públicos e privados para a importância do consumo consciente da água. O evento promete reunir, principalmente, engenheiros, técnicos de companhias de saneamento, gestores públicos, estudantes e síndicos, apresentando os aspectos comerciais e operacionais da medição individualizada.

O sistema inovador tem a grande vantagem de fazer com que o consumidor pague apenas pelo que realmente consumir. Outra vantagem é a notada redução nos valores cobrados nas contas dos condomínios, que chegam à surpreendente casa de até 25% de economia.

O curso será realizado no auditório da AGESPISA (Avenida Marechal Castelo Branco, 101 Norte – Bairro Central). Os interessados em mais informações devem entrar em contato com Alcides ou Flávio George pelo telefone (86) 3216-6300.


Difusão

A ANA tem promovido, desde 2004, cursos como este em todo o território nacional, sempre em parceria com as companhias de saneamento estaduais e entidades locais. Eventos como este já foram realizados em Fortaleza, Aracaju, Recife, Belém, Natal, Belo Horizonte, Goiânia, Piracicaba, Cuiabá, Brasília, Campinas, Jundiaí e Balneário Camboriú, em Santa Catarina.


A iniciativa reduz o desperdício e estimula o uso racional da água

Em Goiânia, por exemplo, a individualização já é comum e a cidade só tem a ganhar com a prática racional. O índice de inadimplentes, depois da adoção da medição individualizada, corresponde a apenas 2% dos condomínios onde o sistema já está implantado.

Cronograma do curso