Você está aqui: Página Inicial > Notícias antigas > Mulheres são protagonistas da rede hidrológica brasileira

Mulheres são protagonistas da rede hidrológica brasileira

por ASCOM/ANA publicado 08/03/2007 00h00, última modificação 14/03/2019 16h33
As mulheres são as maiores responsáveis pelo levantamento hidrológico no Brasil. Esta é a conclusão de levantamento da Superintendência de Administração da Rede Hidrometeorológica – SAR da Agência Nacional de Águas – ANA. Das 13.876 estações pluviométricas e fluviométricas em operação B
As mulheres são as maiores responsáveis pelo levantamento hidrológico no Brasil. Esta é a conclusão de levantamento da Superintendência de Administração da Rede Hidrometeorológica – SAR da Agência Nacional de Águas – ANA.

Das 13.876 estações pluviométricas e fluviométricas em operação Brasil afora, 60% estão sob a responsabilidade de mulheres. E não pára por aí. Entre os 40% de homens que oficialmente observam as estações, muitos deixam a atividade a cargo de mulheres.

Mas não é só em quantidade que elas se destacam. De acordo com o superintendente adjunto de Administração da Rede Hidrometeorológica da ANA, Eurides de Oliveira, as mulheres que operam as estações possuem muitas virtudes. “Elas são muito mais responsáveis e organizadas na observação das estações”, afirma.

Segundo o superintendente adjunto, quando o pagamento pela operação das estações é feito a mulheres, o dinheiro costuma ser investido na família, o que nem sempre ocorre com os homens.

Saiba mais sobre a rede hidrológica brasileira

A rede é composta de estações pluviométricas e fluviométricas e está presente em todas as Unidades da Federação. A importância da rede deve-se ao fato de que todo aproveitamento de recursos hídricos requer informações sobre a característica do curso d’água envolvido, conferindo um importante papel social ao trabalho.

Dados sobre a quantidade e a distribuição da água no decorrer do tempo são importantes para a navegação, por exemplo, já que permite saber os níveis dos rios, informação fundamental para a segurança das embarcações. Na área de energia, os números fornecidos pela rede servem para a construção e otimização de usinas hidrelétricas.