Você está aqui: Página Inicial > Notícias antigas > Machado aponta avanços na gestão das águas

Machado aponta avanços na gestão das águas

por ASCOM/ANA publicado 09/11/2006 00h00, última modificação 14/03/2019 16h34
Brasília - O secretário executivo do Ministério do Meio Ambiente, Cláudio Langone, o secretário de Recursos Hídricos, João Bosco Senra, a representante do Pnud no Brasil, Kim Bolduc, e o presidente da ANA, José Machado, durante a apresentação do Relatório sobre Desenvolvimento
Brasília - O secretário executivo do Ministério do Meio Ambiente, Cláudio Langone, o secretário de Recursos Hídricos, João Bosco Senra, a representante do Pnud no Brasil, Kim Bolduc, e o presidente da ANA, José Machado, durante a apresentação do Relatório sobre Desenvolvimento Humano - A água prá lá da escassez: poder, pobreza e a crise mundial da água.

O diretor-presidente da Agência Nacional de Águas - ANA, Jose Machado, afirmou hoje, durante a apresentação do Relatório sobre Desenvolvimento Humano, que o Brasil está no rumo correto para equacionar os problemas relativos a escassez de água. Machado destacou os avanços dos últimos dez anos, a partir da aprovação da Lei das Águas e, mais recentemente, do Plano Nacional de Recursos Hídricos – PNRH.

“ O país que detém 12% das reservas de água doce do planeta é o primeiro da América Latina a provar um plano de recursos hídricos”, disse ainda, lembrando que o Brasil pretende cada vez mais colocar a água como uma prioridade na agenda política e ambiental.

O PNRH atende a proposta da Agenda da Cúpula de Joanesburgo, quando a Organização das Nações Unidas – ONU determinou que os países elaborassem seus planos de gestão até 2005, para reduzir a metade, até 2015, a quantidade de pessoas sem acesso a água potável e ao saneamento básico.

O lançamento do Relatório sobre Desenvolvimento Humano – A água pra lá da escassez : poder, pobreza e a crise mundial da água, foi realizado hoje (9/11) no auditório da Agência Nacional de Águas, em Brasília . O relatório oferece dados inéditos sobre a quantidade de pessoas pobres que vivem sem água e sem saneamento, sobre as desigualdades de acesso dentro dos países e entre eles, e sobre o verdadeiro significado de água limpa para os índices de sobrevivência infantil.

O Relatório do Desenvolvimento Humano continua a enquadrar debates sobre alguns dos desafios mais urgentes enfrentado pela humanidade. Kevin Watkins é o autor principal do Relatório de 2006, que inclui contribuições especiais como a do Presidente da República do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva.

Participaram do evento a representante do PNUD no Brasil, Kim Bolduc; o secretário executivo do Ministério de Meio Ambiente, Cláudio Langone; o secretário de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades, Abelardo Oliveira; e o Secretario de Recursos Hídricos do Ministério do Meio Ambiente, João Bosco Senra.

Saiba mais: