Você está aqui: Página Inicial > Notícias antigas > Começa amanhã a oficina para programa de revitalização da bacia dos rios Tocantins e Araguaia

Começa amanhã a oficina para programa de revitalização da bacia dos rios Tocantins e Araguaia

por ASCOM/ANA publicado 30/05/2006 00h00, última modificação 14/03/2019 16h34
Começa amanhã a “I Oficina de Integração Interinstitucional para a Implementação do Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica dos Rios Tocantins-Araguaia”. O evento será das 9 às 18 horas no auditório do Espaço Cultural do Ministério da Cultura.Além do MMA, estarão presentes os mi
Começa amanhã a “I Oficina de Integração Interinstitucional para a Implementação do Programa de Revitalização da Bacia Hidrográfica dos Rios Tocantins-Araguaia”. O evento será das 9 às 18 horas no auditório do Espaço Cultural do Ministério da Cultura.

Além do MMA, estarão presentes os ministérios da Integração Nacional, Saúde, Justiça, Transportes, Minas e Energia e Desenvolvimento Agrário). Dentre os objetivos da oficina está a institucionalização do Grupo de Trabalho que será responsável pelas ações do Programa e o nivelamento de informações e conhecimento entre os órgãos federais e estaduais que atuam diretamente na bacia do rios, com foco na caracterização física, ambiental, aspectos socioeconômicos, recursos hídricos, geração de energia, navegação, pesca, turismo e lazer.

A região hidrográfica do Tocantins e Araguaia possui uma área de cerca de 921 mil km² (11% do território nacional) e abrange os estados do Pará (30,3% da região hidrográfica), Tocantins (30,2%), Goiás (21,3%), Mato Grosso (14,7%), Maranhão (3,3%) e o Distrito Federal (0,1%). Grande parte situa-se na região Centro-Oeste, desde as nascentes dos rios Araguaia e Tocantins até a sua confluência, e daí, para jusante, entrando na Região Norte, até a sua foz. É importante lembrar que a região hidrográfica dos rios Tocantins e Araguaia, de acordo com a Resolução no 32 do Conselho Nacional de Recursos Hídricos, inclui ainda as bacias adjacentes dos rios Pará e Guamá.