Você está aqui: Página Inicial > Notícias antigas > Acompanhamento Semanal da Bacia do Ribeirão Pipiripau

Acompanhamento Semanal da Bacia do Ribeirão Pipiripau

por ASCOM/ANA publicado 05/10/2009 00h00, última modificação 14/03/2019 16h34
Em 5 de outubro, a vazão observada na estação Pipiripau Montante Canal, no Distrito Federal, foi de 1.189 litros por segundo, valor superior à vazão mínima remanescente dessa estação, que é de 940 litros por segundo. A vazão mínima remanescente é a vazão necessária, nos meses de agosto e setembro,
Em 5 de outubro, a vazão observada na estação Pipiripau Montante Canal, no Distrito Federal, foi de 1.189 litros por segundo, valor superior à vazão mínima remanescente dessa estação, que é de 940 litros por segundo. A vazão mínima remanescente é a vazão necessária, nos meses de agosto e setembro, para que não seja necessário acionar os órgãos gestores de recursos hídricos e usuários da água para que eventuais ações de realocação e ajustes dos usos dos recursos hídricos sejam tomadas. O ribeirão Pipiripau passa pelo DF e por Goiás.

Como as estimativas de vazão para setembro indicam valores muito próximos às vazões mínimas remanescentes, em 2 de setembro foi realizada uma reunião da Comissão de Acompanhamento da Bacia do Ribeirão Pipiripau em que foram apresentadas duas propostas de alocação negociada do uso de suas águas.

Após a escolha de uma das propostas, a Comissão decidiu colocá-la em prática somente quando os valores de vazão estiverem bem próximos às vazões mínimas remanescentes. Para isso, a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) se comprometeu a enviar semanalmente valores de vazão do Ponto de Controle 3, estação Pipiripau Montante Canal, localizada próxima à cidade-satélite de Planaltina (DF).